Chupei Meu Amigo no GloryHole Hétero

Vai soar absurdo essa história… Mas no centro do Rio tem um clube de swing que eu sempre sonhei em conhecer… Por intermédio de um colega conheci uma mulher super louca que adora uma putaria e comentou comigo que queria ir lá… A gente combinou ir como casal – ela sabia de mim e sabia da minha tara em ver héteros excitados e etc… A gente ficou combinando o melhor dia pra irmos por um bom tempo até que eu entrei de férias da faculdade e ela tava livre… e boom! Decidimos ir na casa de swing.

A gente chegou bem cedo. Primeiro entramos e ficamos só observando – ela atiçava os caras e se portava como uma verdadeira atriz pedindo minha permissão para beijá-los ou masturbá-los. Eu fingia ser o corninho bobão que deixava e ela se divertia, mas aquele ambiente tava me deixando excitado demais, mas demais mesmo, a ponto de eu não estar me sentindo bem. Ela veio falar comigo e pediu pra que eu interagisse mais com ela, se não iriam achar estranho o meu comportamento… Até que eu tive coragem de perguntar pra ela se não podíamos ir no Gloryhole no outro andar; ela na hora entendeu o que eu queria fazer e foi comigo.

Felizmente não tinha ninguém lá, mas mesmo assim disfarçamos e ela cuidadosamente escondeu minha entrada na salinha da “mamada”. Aos poucos foi chegando gente… Os caras colocam o olho no gloryhole pra ver quem tava do outro lado – certamente eu não fui o primeiro gay a ter a brilhante ideia né? Ai ela que abaixava e sorria pra eles, que prontamente colocavam o pau pra fora… O primeiro era aparentemente um coroa, com rola média… Ela chupou um pouquinho e colocou o pau dele na minha boca, chupei bem levemente pra que ele não percebesse, depois de uns 3 minutos o coroa gozou. Nossa, só aquilo já teria me valido! Que experiência, que emoção! O meu coração estava mega disparado. Mas resolvemos ser mais audaciosos ainda e continuamos lá… Surgiu um negão com uma rola enorme, tão grande que eu quase tive que brigar com ela pra que ela me deixasse chupar, kkkk. Esse negão talvez tenha desconfiado, não ficou muito tempo (tipo, só chupei ele por uns 30 segundos). Ele tirou o pau e saiu… Na hora eu gelei pensando que talvez ele tenha desconfiado e que iria chamar os seguranças, então começamos a fingir que estávamos nos pegando lá (alguém depois deu uma olhada na nossa cabine e quando viu que nós estávamos ficando, não desconfiou)… Até que eu escuto uma voz similar dizendo “É hoje essa poorrrra”… Bom, aqui começa o motivo desse relato… Quem dizia muito isso era meu amigo da faculdade que vou chamar de Otavio – um cara super mulherengo, alto e forte (não é malhado, mas é grandão), eu reconheci a voz dele na hora e me escondi de lado pra que ele não me visse… Ele viu minha amiga pelo gloryhole e começou a falar putaria pra ela, isso me deixava louco! Até que ela pediu pra chupar ele e ele colocou o pau pra fora – meu coração disparou! Era uma rola linda, grande, grossa, macia e cheia de pentelhos! Super limpinha, super macia! Ela começou chupando e me deu pra chupar… Eu quase enfartei de tanto prazer! Poxa, eu tava chupando meu amigo da faculdade, o mulherengo, o pegador de mulher! E o melhor, ele tava uivando de prazer! Socava na minha boca pensando que eu era a gostosinha que ele tinha acabado de conversar pelo gloryhole. De repente ele tirou o pau do buraco e eu voltei a me esconder, ele baixou e começou a falar putaria pra ela dizendo pra ela mamar mais devagar se não ele iria gozar! O puto nem desconfiou nem nada! Ela, muita esperta, então disse “- Mas meu amor, eu quero mesmo é que você goze”, ele disse que queria comer ela e ela insistiu “-Não quero dar, minha fantasia é só chupar assim, tá a fim?”. Ele nem titubeou, colocou o pau de volta e eu voltei a mamá-lo. Um minuto depois ele gozou – minha amiga ao ver que ele estava prestes a gozar, ainda compartilhou a porra comigo. Rapidamente eu me escondi novamente e me dei por satisfeito; eu não tinha ejaculado, mas tinha gozado de todas as maneiras psicologicamente falando.

Tivemos que esperar um pouco pra sair da cabine, quando saímos e descemos, o vimos no bar paquerando umas vagabundas, não queria que ele me visse pra evitar qualquer desconfiança… Minha amiga sentiu que havia algo estranho e me perguntou se eu o conhecia… Quando eu disse que sim, ela pirou! Ela adorou ter feito essa minha fantasia tão real. A gente pretende voltar lá muito em breve, e espero que seja tão gostoso quanto dessa vez.

O que a gente fez foi exatamente como neste vídeo:


 

Club Mix Rio de Janeiro Gay | Chupando Amigo no Gloryhole | Hétero é mamado no Gloryhole | Casal Bissexual chupando no Gloryhole | Relato de sexo no Club Mix.