Pandlr: Fodi Meu Amigo Hetero

Relato Sexual de Gayzinho Poc da Pandlr contando como comeu o cu do seu amigo hétero:

Pra começar já explico sempre tivemos brincadeirinhas gays mas sempre foi uma coisa besta, apesar deu sempre achar ele gostoso eu nunca tentei nada por medo dele se sentir ofendido, ou coisa assim.
Hoje fui até a casa dele porque ele me convidou, sem segundas intenções até porque já fui lá um milhão de vezes: Cheguei lá e ele tava no quarto, começamos a conversar sobre coisas retardadas que sempre conversamos, ele me falando das garotinhas dele, essas merdas. Até que chega a hora que ele fala que vai tomar banho

Pediu pra eu esperar porque era rapido, ok, eu fiquei no quarto dele esperando enquanto ele tomava o banho. Ele saiu do banho ainda de toalha e foi até o quarto, e fechou a porta. Óbviamente não se importava comigo ali.

Ele tirou a toalha e jogou no chão e ficou peladão de costas pra mim porque ele tava pegando roupas no guarda-roupa e eu tava sentado na cama. Lógico que eu olhei aquele rabo né? Não poderia não olhar aquela maravilha. ATÉ QUE ELE RERAPA QUE EU TO OLHANDO A PORRA DA BUNDA DELE E SOLTA UM “Para de olhar pra minha bunda, viado” E eu no desespero por dentro mas tentando me manter calmo por fora só respondi “Eu não”, não sei de onde tirei coragem pra falar isso. Quando eu achei que ele ia me xingar de tudo quanto é nome pela viadagem, ele me responde com um “Quer dar um tapinha?” E eu não acreditando naquilo disse “Sério? Eu quero”
E não é que ele não tava brincando? Já veio chegando com o rabo perto de mim, dei um tapa, dois, três, e não perdi tempo, ja fui passando o dedo no cuzinho dele. E ELE ADORANDO. Nessa hora já vi que ele tinha dado abertura, perguntei se ele queria que eu chupasse o cu dele. Ele disse “Tá louco?” mas acabou cedendo porque eu vi que ele queria. COMECEI A CHUPAR O CU QUE NEM UM LOUCO, METI A LINGUA SEM DÓ. E ELE FAZENDO DE TUDO PRA NÃO GEMER IGUAL UM VIADINHO DE PRAZER.
Quando fui ver o pau dele já tava duro e perguntei se ele tinha coragem de dar o cu pra mim, já que ele tinha gostado tanto do dedinho lá. Ele ficou de cu doce por um tempinho, mas depois ele ainda falou que ia dar mas se não gostasse era pra parar na hora. Eu concordei, ele já foi pegando a camisinha e lubrificando meu pau, e eu já fui colocando devagarzinho até o cu dele se acostumar.
Ele fazia de tudo pra não gemer porque acho que na cabeça dele isso faria dele um viado.
Depois que o cu dele se acostumou fui metendo com mais força, e ele gemia sem parar mas não pedia pra eu parar.

Eu podia jurar que ele tava se segurando pra não falar coisas como “vai, mete, fode” etc.. Depois deitei na cama e ele sentou na minha piroca, começou a kickar, foi uma delicia, mas ele não sabia rebolar então não foi a melhor parte. Acho que os vizinhos ouviram os gemidos dele porque o quarto dele é bem perto do muro deles que é perto do quarto deles.
Depois que cansou de kickar eu voltei a comer ele de quatro, e aí ja tinha comido tanto que tava com vontade de gozar, ele queria que eu chupasse o pau dele mas como eu já tava gozando nem aí falei que não ia chupar caralho nenhum
Tirei a camisinha e bati um pouco até gozar, ele n me deixou gozar nele, e tava puto pq n quis chupar ele, mas acabou punhetando tb e gozou. Dps disso a primeira coisa que ele disse é que se eu falasse pra alguém ele quebraria minha cara e não falava mais comigo.

Passei o resto do dia pensando nele, conversamos no whats, combinamos de sair e voltamos a falar as besteiras que sempre falamos como se nada tivesse acontecido. Essa vez foi muito rapida, com certeza na próxima pode rolar um flip fuck.

É isso amores, perdão pela biblia, mas eu tinha que detalhar tudo pq foi mt coisa mt rapido