O marido da minha Amiga

Relato de Sexo Gay com o Marido da melhor Amiga

Na verdade pode até parecer excitante para alguns o que vou contar, mas estou mais é preocupado e incerto do que fazer. Eu trabalho numa loja de roupas há 2 anos, quando entrei lá fui treinado pela Carla. Uma mulher super gente boa, fina, educada… Um amor de pessoa. Logo de cara viramos amigos e muuuito amigos mesmo. A gente ficou apegado muito rápido. Embora essa amizade tenha surgido cedo eu ainda estou no armário e me sinto desconfortável em me abrir, mas tenho quase certeza que ela sabe de mim… enfim…

Há um ano eu entrei no Bate Papo Uol e comecei a teclar com um cara com o perfil “Pica dura Hoje”. Era um feriado, não tinha nada pra fazer, acabei dando trela e fomos pra cam do Uol. O cara já começa o chat mostrando um piruzão grosso pra caramba. Parecia uma lata de coca-cola de tão grosso, e bota grande, viu? Na hora fiquei louco de tesão e com água na boca. Não chegamos a ver o rosto um do outro – ele disse que não podia mandar o telefone dele pois era casado, mas que eu podia passar o meu que ele me ligaria restrito e marcaríamos. Dito e feito. 2 minutos depois que passei o telefone e encerramos o chat ele me liga. O macho tinha uma voz grave, meio rouca, voz de quarentão, saca? Aquilo me deixou louco. Eu falei onde morava e ele morava razoavelmente perto. Topamos de nos encontrar num shopping no final da tarde e darmos aquela foda.

Mais tarde nos encontramos. ele estava um pouco nervoso, disse só ter saído com homem duas vezes antes. A gente conversou um pouco, bebeu um chopp e depois que ele tava relaxado, ele sugeriu irmos num motel. E foi isso que foi feito. O macho era um tesão. Uma barriguinha meio fofinha, mas a piroca já dava pra ver pela mala pesada. Eu enlouqueci e fui no trajeto passando a mão na perna dele e observando a piroca dele crescer, a ponto da calça ficar apertada e incomodando o pau dele. Ele ainda no carro desabotoou o ziper da calça e eu pude passar a mão no pau dele sobre a cueca, nossa, era muuuito grosso mesmo. Um pau grande, grosso e cheiroso – tem coisa melhor?

Ao chegarmos no motel o abracei e tentei beijá-lo, mas ele disse que se sentia desconfortável com beijo… Perguntei se ele se sentia desconfortável com uma chupada, e ele riu. Enfim, ajoelhei e fui rezar. Fiquei mordiscando a piroca dele (ainda de cueca), e ele ficou louco. Olhava pra ele e ele não via a hora de que eu engolisse a pica dele. Mas fui seduzindo bem devagar… Quando eu tirei o pau dele pra fora e vi aquela pica linda, eu fiquei louco. Chupei muuuito o pau dele, deixei todo lambuzado… Ele metia a rola na minha boca, socava muito. A gente ficou uns 20 minutos nessa. O pau dele era uma delícia! Depois foi a vez da penetração, o macho me deixou de bruços e deu aquela lambida no meu cu – o engraçado é que ele tratava meu cu como buceta, ele me disse “Deixa eu chupar essa bucetinha”, aquilo me deixou louco da cuceta. Me virou de bruços e lambuzou meu cu com muita fome. Depois que estava relaxado, ele encapou o pauzão e começou a enfiar devagarzinho. Doeu muito mas foi muito gostoso. Sentir ele transpirando em cima de mim e metendo daquele jeito me alucinava.

Depois da foda conversamos sobre a vida e etc; ele disse que era casado, mas não tinha nada com a mulher há meses. Ele se sentiu tão confortável que falou que só estava com ela porque a sogra gostava dele e estava pra passar um bar que ela tinha pra ele, mas que depois ia meter o pé. Na hora eu nem me importei, pois NÃO SABIA QUE ELE ERA MARIDO DA MINHA MELHOR AMIGA.

A gente passou a se ver uma vez por semana (às vezes mais). Depois de umas vezes passei a sentir confiança nele pra trazer ele aqui pra casa… A verdade é que eu virei um amante… Uma válvula de escape dele… Talvez até namorado, pois ele sentia ciúmes de mim. Quando ele chegava aqui ele dizia “deixa eu cheirar essa buceta, ver se tá cheirosa, deixa? Deixa eu ver se tá como eu deixei.” Eu comecei a gostar dele de outra forma, tenho que admitir. NO início era sexo apenas, mas ele mexia demais comigo.

Um dia a Carla me contou que estava muito triste, que o marido a destratava, que não dava atenção e que nem transavam mais. Ela chorou durante o almoço e dizia estar muito infeliz. Aquilo mexeu muito com meu coração, mas eu ainda não fazia ideia de que o “Pica Dura Hoje” era o seu marido.

Continuei vendo o “Pica Dura Hoje” e uma vez ele me fantasiou que tinha a vontade de me comer na cama dele (sim, na cama do casal, na casa dele). Eu topei, claro. Perguntei se a esposa não podia chegar e se não havia riscos. Ele disse que a esposa tava na casa da mãe dela (isso era um domingo ou sábado à tarde) e eu topei… Quando entrei na casa, não reparei nas fotos e porta-retratos da sala, a gente foi direto pra cama dele e lá ele me fodeu, muito por sinal. Teve até que trocar os lençóis depois de tanto que fodemos e transpiramos… Porém quando eu fui tomar banho, me deparo com uma foto dele com a Carla, a minha melhor amiga. eu gelei! Fiquei no banheiro por uns 15 minutos. Ele até ficou preocupado, achando que tinha acontecido algo e que eu estava passando mal. Mas eu entrei em desespero, de verdade! Bom, nao falei nada pra ele, mas ele percebeu que algo tinha acontecido…

Ele me trouxe em casa, me beijou rapidamente e disse que nos veríamos na semana seguinte. Na segunda eu não sabia onde enfiar minha cara. A Carla disse que o marido brigou com ela no final de semana, que a humilhou, chamou de gorda, inútil, etc. E que ela foi pra casa da mãe pois não aguentava mais os distratos dele – sim, o homem que me fodia, que era gentil comigo e que eu tava apaixonado, era na verdade um monstro com ela. Eu não sabia o que dizer, preferi aconselhá-la a deixá-lo, que ela podia encontrar um outro cara, mas ela o amava.

Semana passada ele veio aqui em casa e eu acabei não conseguindo mais segurar – eu o disse que trabalhava com a mulher dele e ele gelou, me pediu pra não falar nada pra ela, e que isso precisava ficar entre nós dois. Que ia dar um jeito de se separar dela (e ficar com o bar) e que a gente ia ficar juntos. Mas se ficarmos juntos, e a Carla? Eventualmente ela vai nos ver juntos… Eu não sei o que fazer. Esfriei com ele, evito a Carla no trabalho. O que eu devo fazer? Devo falar pra ela? Devo largar ele? Devo continuar com ele? Por favor, me ajudem!

One Comment

  1. Conselheiro Reply

    Se ele faz isso com ela, pessoa que no começo ele dizia q amava e agora só tá com ela por interesse tbm pode fazer isso com vc futuramente quando n te quiser mais e encontrar outro cara ou mulher no Bate Papo UOL. E se vc é msm amigo dela vc conta como aconteceu no inicio, como vc conheceu ele e conta q assim q descobriu n quis mais saber dele e pede muitas desculpas, até chore se possivel e conte q oq ele só quer dela é o bar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *